Como motivar funcionários? Confira 6 dicas!

#Business

Banner principal

por Piwi

A desmotivação dos colaboradores é uma preocupação frequente entre os gestores. Quando cai o rendimento de um profissional, toda a empresa pode ser prejudicada. Demitir o trabalhador não deve ser a primeira opção, pois pode causar uma reação negativa em massa. O ideal é procurar entender como motivar os funcionários.

Uma equipe motivada tende a ser muito mais produtiva e, consequentemente, entregar melhores resultados. O segredo é realizar uma gestão de pessoas alinhada ao que a concorrência oferece, agregando elementos inovadores, de acordo com o perfil dos trabalhadores, e estimulando a retenção de talentos.

Pensando nisso, separei algumas dicas para contribuir com o crescimento da sua empresa. Acompanhe a leitura e saiba mais!

1. Oferecer plano de saúde e outros benefícios

Uma política de benefícios e incentivos bem estruturada é requisito básico para as empresas que estão procurando descobrir como motivar os funcionários. Vale-alimentação e plano de saúde já são quase que uma obrigação.

Profissionais bem qualificados já se candidatam às vagas esperando por essas facilidades incluídas na remuneração. São capazes de mudar de emprego, por exemplo, se acharem que a concorrência oferece mais vantagens.

Por isso, é importante ir além e investir em incentivos criativos que complementam essa dupla. Veja algumas sugestões:

  • folga no dia do aniversário;
  • participação nos lucros;
  • premiação por metas batidas;
  • vale cultura;
  • ingressos de cinema;
  • auxílio-escola;
  • bolsas de estudo;
  • descontos em academia.

2. Dar bons feedbacks

Para que o colaborador possa entregar o que a empresa deseja, é preciso comunicar com clareza o que é esperado dele. No entanto, é importante que isso seja feito por meio de um diálogo, e não uma relação em que o empregador manda e o trabalhador obedece.

Se por um lado o autoritarismo desmotiva e faz os níveis de produtividade caírem, o relacionamento saudável, aberto e dinâmico faz com que as equipes trabalhem com mais motivação. Consequentemente, tornam-se mais produtivas.

Uma política de feedback bem feita costuma fugir do tradicional “elogiar para criticar”. Ela funciona como uma orientação, focada na correção de falhas e na exaltação das atitudes positivas.

Por exemplo, se um colaborador está chegando repetidas vezes atrasado, nada de chamar para conversar e dizer algo do tipo “você é muito proativo, mas chega atrasado com muita frequência”.

É preciso manter o diálogo com esse profissional e entender o que está acontecendo com ele. O colaborador deve sentir que pode confiar na empresa e abrir o jogo. Até porque o problema pode estar relacionado a algum conflito profissional, que pode ser facilmente resolvido pelo gestor.

3. Fazer atividades externas

Sair da rotina é algo muito positivo em qualquer relação, inclusive nas de trabalho. Afinal, quem nunca se sentiu melhor após dar um tempo das suas atividades do cotidiano indo fazer algo diferente?

A mesma dinâmica funciona para motivar os colaboradores e fazer com que eles aproveitem as ações da empresa, como treinamentos e reuniões. Inclusive, essa é uma ideia amplamente praticada, hoje em dia.

Tanto que, se você entrar em contato com um parque, hotel fazenda ou complexo turístico e de diversão na sua região, pode encontrar pacotes já prontos para esse tipo de ocasião.

Além disso, ao fechar um ciclo, a empresa pode surpreender os colaboradores e levar o pessoal para uma atividade diferenciada durante o horário do expediente, sem que saibam de nada. Por exemplo, é possível levar os profissionais ao cinema para uma sessão especial, fazer uma apresentação rápida sobre os resultados e, depois, assistir ao filme.

4. Flexibilizar horários

A política de horários flexíveis é uma tendência para a gestão de pessoas por vários motivos. Entre eles, por ser uma maneira muito eficiente de motivar os funcionários. Especialmente aqueles que trabalham com processos criativos, que exigem uma mente estimulada e, simultaneamente, descansada.

A tecnologia permitiu a evolução do controle do relógio ponto. Hoje, existem aplicativos que permitem que o próprio colaborador fique de olho na sua jornada. Dito isso, a empresa pode estabelecer uma carga horária semanal, a ser administrada pelo profissional.

Um contrato de 44 horas semanais não precisa ser cumprido em horário comercial. Desde que sejam respeitados os intervalos para descanso e almoço, não há problema nenhum em deixar o colaborador livre.

Caso a função permita, ele pode trabalhar nos horários em que se sente mais à vontade. A tendência é ter um aumento significativo na produtividade e nos resultados. O mesmo acontece com o home office, uma das promessas para o futuro do mercado de trabalho.

5. Oferecer terapias alternativas

As pessoas estão cada vez mais informadas e espiritualizadas. Em tempos em que a depressão no trabalho e a síndrome de Burnout são assuntos cada vez mais recorrentes no mundo corporativo, a medicina oriental pode ser uma alternativa para diminuir o estresse e, consequentemente, aumentar a motivação dos profissionais.

Oferecer ou incentivar os colaboradores a praticarem terapias holísticas, como o reiki e a acupuntura, é uma forma de promover o bem-estar no trabalho. Uma equipe relaxada e com as emoções equilibradas têm condições de produzir mais, tomar melhores decisões e agir de forma criativa.

Além disso, esse equilíbrio ajuda a compor um clima organizacional positivo e agradável, fazendo com que os profissionais se sintam acolhidos e em paz no ambiente de trabalho.

6. Avaliar o perfil dos colaboradores

Uma das razões que levam os colaboradores a ficarem desanimados é o desempenho de funções incompatíveis com o seu perfil. Muitas vezes, o profissional acaba se identificando mais com uma atividade diferente do seu cargo atual, mas a empresa não dá oportunidade para que ele possa concorrer a uma vaga no setor desejado.

Para evitar essas situações e estimular os profissionais a evoluírem, é sempre bom realizar avaliações periódicas sobre o perfil. Invista em recrutamento interno, capacitação e análise de resultados.

Gostou das minhas dicas sobre como motivar os funcionários? Espero que você tenha conseguido visualizar maneiras de implementar essas sugestões sem maiores dificuldades na sua empresa. Afinal, a motivação é um dos segredos para o sucesso de uma organização.

Se você quer ter acesso a outros conteúdos como esse, curta nossa página no LinkedIn e acompanhe nossas atualizações.